sexta-feira, 1 de maio de 2009

O Dilema do Sofrimento


Semana passada assisti a um filme chamado: "Quem quer ser um milionário". Filme que chegou como surpresa no Oscar e levou 8 estatuetas, incluindo o de melhor filme.

O filme conta a história de Jamal, um garoto de 18 anos, nascido na periferia de Mumbai, que participa de um jogo de perguntas e respostas de grande sucesso em seu país, uma espécie de "Show do Milhão" da TV indiana. Jamal vai se mostrando um excelente jogador e isso chama a atenção de alguns que pensam ser impossível um garoto pobre como ele saber todas as respostas. Com isso ele é preso sob suspeita de fraude. Para explicar de onde sabia cada resposta e provar sua inocência, Jamal vai contando diversos momentos de sua vida ao lado de seu irmão Salim e de seu grande amor, a garota Latika.

Impressionante que cada resposta certa no programa correspondia a um fato emocionante, triste e surpreendente de sua vida. A platéia e o apresentador do programa se admiravam mas não imaginavam o que estava por detrás daquelas respostas.

A história deste programa me fez lembrar da história de um personagem bíblico chamado José, que também viveu muitos surpreendentes e difíceis momentos em sua vida. José era o filho predileto em meio à seus onze irmãos. Por ciúmes, seus irmãos o lançaram em um buraco e o venderam para uma caravana de mercadores. Ele foi comprado por um oficial do governo egípcio da época e posteriormente foi acusado injustamente de assédio sexual pela sua esposa. Consequentemente foi jogado na prisão e ali permaneceu durante anos. José passou de um jovem mimado e predileto em sua família para uma pessoa que foi vendida pelos próprios irmãos, acusado e preso injustamente e esquecido na cadeia. Certo dia o faraó do Egito teve um sonho, e seu copeiro que havia passado um tempo preso com José se lembrou dele e o chamou para interpretar o sonho de seu chefe. José assim conquistou a confiança de Faraó e foi promovido com isso a governador do Egito. Ele administrou sete anos de fartura que a terra produziu para suprir as necessidades de sete anos de seca e falta de alimento que viriam pela frente, segundo o sonho interpretado por ele mesmo ao faraó. A escassez de alimento atingiu a terra onde habitava sua família e seus irmãos foram obrigados a irem buscar sustento no Egito ou morreriam. Quando José avista seus irmãos ele os reconhece e diz:

“Eu sou José, seu irmão, aquele que vocês venderam ao Egito! Agora, não se aflijam nem se recriminem por terem me vendido para cá, pois foi para salvar vidas que Deus me enviou adiante de vocês. Assim, não foram vocês que me mandaram para cá, mas sim o próprio Deus. Ele me tornou ministro do faraó, e me fez administrador de todo o palácio e governador de todo o Egito.” (Gn 45.4,5,8)



O sofrimento faz parte da jornada da humanidade. A dor é presente. O choro é presente. Todos temos problemas, às vezes: Uma AVALANCHE de problemas!!! Parece que parou uma nuvem sobre a nossa cabeça e só chove! Isso quando não cai um raio pra finalizar! Chegamos a um ponto de perguntar: “Será que falta mais alguma coisa para acontecer comigo?”

O que quero dizer aqui não é nenhuma fórmula para acabar com o seu ou o meu sofrimento, mas tentar enxergá-lo de uma maneira e propósito diferentes.O sofrimento na vida de José foi desencadeado quando foi vendido pelos seus irmãos, e quando ele os reencontrou, sua postura não foi vingativa nem de rancor. Incrivelmente José reconhece que tudo o que ele passou era necessário para chegar onde havia chegado. Apesar de tudo que ele passou, José entendeu que Deus sempre teve o controle sobre a sua vida. Deus usa de nossos momentos difíceis para nos colocar onde ele quer e cumprir seus planos em nossa vida. É difícil entendermos isso, mas quando tudo passar e olharmos atrás certamente entenderemos o propósito de todas as coisas.

Certamente as dificuldades nunca serão fonte de alegria para o nosso dia, mas quando atribuímos valor à elas, entendemos que Deus está presente e constantemente trabalhando em nós.

Todos os momentos difíceis que Jamal passou refletiram no que aconteceu com ele no futuro. José também entendeu que Deus estava com ele durante seus momentos difíceis entendendo ser necessário passar por tudo aquilo para chegar onde ele estava: Governador do Egito.

Quero desafiá-lo a também entender o sofrimento de maneira diferente no seu dia-a-dia.Sabendo que Deus tem todo o controle sobre a sua vida, e está trabalhando para cumprir tudo que Ele um dia sonhou para você.

Fique firme!

4 comentários:

lala disse...

aleluia primo, glórias a deus .

Jovem Sonhador disse...

Legal esta reflexão, Daniel. Enquanto lia me lembrei de um trecho da música “Eu vou seguir com fé” - "para alem das nuvens o sol não deixou de brilhar, só porque a terra escureceu". Valeu.

ricardo f. silva disse...

Bom filme, e ainda não assisti... :(

Ah, e bom José, mas um na tapeçaria do Criador.

Abraço companheiro,

Ricardo

Carla disse...

nossa primo que estrategia linda que o senhor jesus lhe concedeu para nos alertar sobre os beneficios de nossas provacoes, ameiiii, que o senhor continue a lhe dar novas estrategias e muitos coracoes,mentes sejam tocadas pelo maravilhoso amor de nosso Deus.abc

Postar um comentário